quarta-feira, 20 de outubro de 2004

Mas ele não as pensa?

O primeiro-ministro sugeriu nesta quarta-feira transferir professores com horário zero para fazerem a assessoria a juizes. Santana Lopes considera que esta seria uma «gestão integrada de recursos humanos da administração».


O primeiro-ministro falava na abertura das Jornadas da Competitividade, em Lisboa. «Se há professores no Ministério da Educação com horário zero, porque não podem assessorar juizes no Ministério da Justiça?», defendeu Santana.

Diário digital

http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?section_id=12&id_news=144573

6 comentários:

Gotinha disse...

tAMBÉM COLOQUEI ESTA NOTÍCIA NO MEU bLOG!!!
O Santana não faz ideia do que diz..... Trengo!

Anónimo disse...

E com tanta falta de varredores de rua, porque é que o Sr. Santana também não segue essa profissão?!
Afinal, estar ou não estar no Governo é a mesma coisa...

João Heitor disse...

Tens razão Blogotinha ele é um grande cromo!

João Heitor disse...

Enquanto varria o chão sempre limpava alguma coisa. Assim só faz merda...
Beijos Pat

Driller disse...

E porque não? Tantos professores com horário zero nas escolas sem fazer nada e a ganhar um ordenado. Porque não auxiliarem por um tempo os juízes de modo a despachar os processos pendentes? Não querem trabalhar?

João Heitor disse...

Bandidos! Esses professores! Não querem trabalhar!
Bem, eu até dou de desbarato que haja gente ligada a outras profissões, que não entenda o que é ser professor.
Agora gente que indica ser professor e depois escreve uma barbaridade destas só pode ser do PSD...
Quando se tira um curso de professor, como eu tirei, numa Escola Superior de Educação, fi-lo com a intenção, única de dar aulas.
Se fosse para car assessoria a um juiz tinha terminado o curso de direito.
Mas, até o sindicato dos juizes se manifestou contra esta possibilidade...
Não este Driller, deve ser mesmo do PPD, nem é do PSD... Não quer ver, ou não vê. Está cego!