quinta-feira, 11 de novembro de 2004

Tribunal é a solução!

Recuso-me a evidenciar, mais vezes, a inoperância deste governo.
Continuo sem colocação a 1 mês do Natal.
Não, não é por não ter dinheiro para as prendas de Natal.
É por terem passado 2 meses sob o iníco das aulas e ainda estar em casa.
E depois de ter sido ultrapassado, por colegas com graduação inferior à minha.
Quem me vai recolocar numa escola? Quem me vai contar o tempo de serviço perdido?
O Pedro Santana Lopes? A Cinha Jardim? O Paulo Portas?
Talvez um juiz...
Sim, porque penso seriamente em colocar um advogado a tratar da minha situação!
Nem que tenha de gastar o dinheiro do subsídio de desemprego (que ainda não chegou), a defender os meus interesses, e a dignidade da classe docente.
Colocar um advogado a defender a legalidade e clareza dos processos administrativos de um Ministério, de um Governo, pertencente à União Europeia...

Sem comentários: