quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

Vou recorrer a este exemplo...

Uma professora universitária acabava de dar as últimas orientações aos alunos acerca do exame que ocorreria no dia seguinte.

Finalizou alertando que não haveria desculpa para a falta de nenhum aluno, com excepção de um grave ferimento, doença ou a morte de algum parente próximo.

Um aluno armado em engraçado, que estava sentado no fundo da sala, perguntou:

"De entre esses motivos justificados, podemos incluir o de extremo cansaço por actividade sexual?"

A classe explodiu em gargalhadas, com a professora a aguardar pacientemente que o silêncio fosse estabelecido.

Assim que isso aconteceu, ela olhou para o aluno e respondeu:

"Isso não é um motivo justificado. "

- e continuou serenamente –

"Como o exame será de escolha múltipla, pode vir para a sala e escrever com a outra mão...

Ou, se não se puder sentar, pode responder de pé."

2 comentários:

MysterOn disse...

Brutal!

DEviam de existir mais professoras dessa!

abc

esfinge disse...

Grandes mails...
:)