segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Ser Professor - versão objectiva!

Faço projectos, planos, planificações;
Sou membro de assembleias, conselhos, reuniões;
Escrevo actas, relatórios e relações;
Faço inventários, requerimentos e requisições;
Escrevo actas, faço contactos e comunicações;
Consulto ordens de serviço, circulares, normativos e legislações;
Preencho impressos, grelhas, fichas e observações;
Faço regimentos, regulamentos, projectos, planos, planificações;
Faço cópias de tudo, dossiers, arquivos e encadernações;
Participo em actividades, eventos, festividades e acções;
Faço balanços, balancetes e tiro conclusões;
Apresento, relato, critico e envolvo-me em auto-avaliações;
Defino estratégias, critérios, objectivos e consecuções;
Leio, corrijo, aprovo, releio múltiplas redacções;
Informo-me, investigo, estudo, frequento formações;
Redijo ordens, participações e autorizações;
Lavro actas, escrevo, participo em reuniões;
E mais actas, planos, projectos e avaliações;
E reuniões e reuniões e mais reuniões!...
E depois ouço,
alunos, pais, coordenadores, directores, inspectores,
observadores, secretários de estado, a ministra
e, como se não bastasse, outros professores...
Elaboro, verifico, analiso, avalio, aprovo;
Assino, rubrico, sumario, sintetizo, informo;
Averiguo, estudo, consulto, concluo,
Coisas curriculares, disciplinares, departamentais,
Educativas, pedagógicas, comportamentais,
De comunidade, de grupo, de turma, individuais,
Particulares, sigilosas, públicas, gerais,
Internas, externas, locais, nacionais,
Anuais, mensais, semanais, diárias e ainda querem mais?
O quê? Que eu dê aulas?!?

7 comentários:

Marisol disse...

Simplesmente, fantástico.

loira disse...

E se para além disto tudo tivesses que trabalhar num sitio onde impera a PIDE ias ver como é excelente, maravilhoso e onde só andam contentes aqueles que lambem as botas...

Boa semana, bjocas loiras

Anónimo disse...

Felizmente, quando exerci a minha profissão não existiam tantos papéis para os professores preencherem.
Gostei muito de ser professora.
Bjs e boa semana
Oriana

Anónimo disse...

Seria bom que lesse, a propósito deste texto "http://sinistraministra.blogspot.com/2008/10/pata-negra-mais-dois-plgios.html"

Anónimo disse...

Há uns tempos atrás, rir-me-ia do texto. Actualmente, leio com tristeza porque de facto é a realidade. Convém acrescentar que para além de tudo o que está descrito e como diz a "loira" e muito bem, o clima, a desmotivação, a angústia e a revolta, contra Leis e Decretos, Normativos e Despachos "ridiculos", "Inadequados" e "Despropositados" que são publicados quase diariamente por quem não percebe nada de Educação, provocam revolta aos profissionais que se entregam com amor e dedicação à maravilhosa e nobre causa que é o acto de Ensinar/Educar.

Beijos

PCMT

João Heitor disse...

Mudam-se os tempos.. Mudam-se as vontades... Porque tudo é composto de mudança... Nem sempre as melhores...

Anónimo disse...

Eu acho que ser professor é ser capaz de fazer isto tudo!
E a esmagadora maioria fá-lo bem!
E ainda sabe dar aulas!
E a esmagadora maioria fá-lo bem!
Por tudo isto, pelo menos por isto, merecia algum respeito.
A começar pela srª ministra que, se percebesse alguma coisa de educação/sistema educativo, já se tinha dado conta do trabalho ridículo que está a fazer e tinha pedido a demissão.