sábado, 5 de dezembro de 2009

34 anos a viver a vida...

Na vida contamos os anos a cada aniversário que passa.

Dia 3 contei 34 anos.

E nestes, durante estes, passei e percorri caminhos que me fizeram chegar ao hoje.

Neles passei por lugares onde cheguei e saí.

Com a convicção dos valores e das ideias espero conseguir continuar a ter orgulho no percurso de vida.

10 comentários:

afigaro disse...

Parabéns, também por aqui. Foi bom ver o aniversariante a crescer desde a meninice. Significa muito, quando se tem os amigos por perto...vou contando, que seja por muitos anos a formulação deste desejo merecido, porque é sinal que o "velhote" por cá vai estando. Muitos anos com a filhota Leonor por perto, babada pelo Pai que tem.

Anónimo disse...

Parabéns pelos teus 34 anos.
Que contes muitos...Pleno da convicção dos valores e ideias que tanto te caracterizam, só terás motivos para ter orgulho no percurso de vida.;)

Chegaste a lugares fazendo a diferença e sais deles deixando a saudade...

Ninguém é insubstituível, mas também ninguém é comparável:)


Gabriel

mlu disse...

Se não enviesarmos os caminhos em que acreditamos, a vida vale a pena e há-de sempre fazer-nos sentir orgulho! Continua, João!

Parabéns e um grande abraço!

José Mitnitzky disse...

Meu Caro,

Os meus parabens,já agora continue por esse longo caminho........contando os aniversários,já agora não se canse.

Tudo a correr bem para si.

Rosa dos Ventos disse...

Um abraço de parabéns, embora atrasados!
Que faças muitos e vejas fazer aqueles que amas...

João Heitor disse...

Amigo AFigaro:
Mais do que crescer, foi nos percursos que partilhámos, nos km que percorremos, nas lutas que travámos, nas discussões que tivémos. E só quem vive e se compreende, pode ter a certeza do pensar, do agir e do futuro.
Obrigado pela amizade, constante e presente.
Um abraço

João Heitor disse...

Gabriel.
34 anos em que se aprende todos os dias, em que se reforçam os laços afectivos, em que com a agitação das horas se deixam voar os minutos em dedicação e trabalho.
E o trabalho que deixei para trás só foi possível porque apostei no acreditar, no conseguir, no querer.
É isso é uma mais valia para quem quer!
Que a saudade seja o resultado sempre do sorrir!
Só assim vale a pena!
Um abraço

João Heitor disse...

Mlu.
É fácil desviar a rota.
Na terra ou no mar.
Nos valores ou nas conveniências.
Tenho preferido os primeiros em detrimento dos segundos.
Amargos de boca, mas, nesta idade, um sonho alcançado que se iniciou aos 15 anos, depois de algumas incurssões desde a infância.
E então aí, a música do Manuel Freire faz sentido...
Um beijinho

João Heitor disse...

José.
Obrigado pela atenção.
Procurarei continuar, até o dia do cansar chegar, mas aí continuarei a lutar, até um dia desistir. Mas até esse dia ocorrer, muitas batalhas irei travar, pela força do acreditar, do passado, do presente e do futuro a construir...
Um abraço

João Heitor disse...

Cara Rosa dos Ventos.
Só com o sorrir de ver os que amamos a sorrir podemos replicar, esse sentir.
E por isso, cada minuto e cada momento, são a essência da vida.
E por isso a vida é o momento. De momentos compilados. Mais do que folhas escritas ou palavras pintadas.
Em nós reside a força, e aí amiga, tens dado provas de Mulher...
Beijinhos