segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Notícia - hoje no Diário Económico

“Foi hoje aprovada em conselho de ministros uma das bandeiras socialistas para esta legislatura: a conta-poupança para recém-nascidos com um depósito inicial de 200 euros.

No dia em que se assinalam 100 dias do segundo Governo de José Sócrates, o Governo concretizou a criação da Conta Poupança-Futuro, tal como o Diário Económico antecipou na edição de hoje.

Na conferência de imprensa que se seguiu à reunião dos ministros, Tiago Silveira explicou que, com uma poupança de 100 euros por ano, um jovem pode chegar aos 18 anos com um saldo entre 2.500 e 2.700 euros (1.800 euros mais os 200 euros pagos pelo Estado, acrescidos de juros).

Feitas as contas, a medida deve custar "20 a 25 milhões de euros por ano mais algum dinheiro com os benefícios fiscais".

"A conta Poupança-Futuro visa ajudar os jovens nos seus hábitos de poupança, ajudar a que se complete a escolaridade obrigatória e é também um importante instrumento para a construção do projecto de vida de um jovem e um forte apoio às famílias", afirmou o secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros.

O governante enumerou depois as quatro características desta iniciativa legislativa: é um investimento para as crianças e os jovens a longo prazo, conta com juros mais favoráveis, os pais podem depositar o dinheiro e obter incentivos fiscais em sede de IRS e, por último, pode ser movimentada aos 18 anos e beneficia de todas as condições favoráveis se o jovem terminar a escolaridade obrigatória.

O Governo calcula que esta medida social chegue a 100 mil crianças.”

Sem comentários: