segunda-feira, 24 de maio de 2010

Não fumo, obrigado!

A partilha da informação flui a cada segundo do dia, pela internet, pelos telemóveis, pela partilha de ficheiros informáticos.

O papel, dos livros e dos jornais, tem resistido aos avanços tecnológicos, às ameaças constantes que se juntam às dificuldades financeiras de livrarias, jornais, tipografias e projectos.

Cada vez mais os projectos distritais e regionais ganham mais acuidade, mais dimensão, mais protagonismo.

Vejam-se as comunidades urbanas, as associações distritais…

E também no jornalismo, marcam pontos os jornais que chegam a um público mais heterogéneo, mais numeroso.

Os jornais Mirante e Jornal de Leiria são disso um bom exemplo relativamente ao concelho de Ourém. Usam a internet como motor de divulgação, noticiam no momento, reproduzem a informação colhida e usam da coerência jornalística um percurso de afirmação.

Curiosamente, estes jornais divulgam actividades e informações sobre o concelho de Ourém que os jornais do concelho menosprezam.

Estranha-se porque é que o que uns revelam e disponibilizam, é esquecido pelos, teoricamente, mais interessados…

Sem comentários: