domingo, 18 de novembro de 2012

Cineteatro Municipal

Pela positiva…
Há quem caia na tentação da crítica pela crítica. No menosprezo pelo trabalho dos outros e na política da terra queimada. Assim, importa relembrar algumas realidades que nos últimos 3 anos foram alteradas, pela positiva, e que hoje garantem melhores condições de vida para os cidadãos.
Há três anos atrás o Cinteatro Municipal era um edifício ao abandono, que aguardava por uma candidatura a fundos comunitários, num projecto superior a um milhão de euros. Projecto esse, que, devido às conjecturas económicas do Município de Ourém, jamais seria concretizado.
A verdade é que o Cineteatro Municipal era uma sala fria, sem sistema de luzes ou som adequado ao espaço, com as cadeiras rotas, um cheiro a mofo, casas de banho deploráveis, um hall ao abandono, e um edifício com graves deficiências em termos de segurança de acordo com a legislação.
Hoje, e após algumas intervenções de reduzido valor, a única casa de espectáculos pública do concelho possui uma planta de emergência com as respectivas portas corta fogo e de emergência, casas de banho remodeladas, aquecimento a funcionar, luzes e som para todo o tipo de espectáculos, lugares para pessoas portadoras de deficiências e um hall digno de um espaço desta natureza.
Assim, com pouco dinheiro e com a dedicação dos recursos humanos e materiais do Município e da Empresa Municipal têm sido resolvidas estas debilidades, e proporcionado a realização de diversos espectáculos com a presença de actores, compositores e artistas de dimensão nacional e internacional. Espectáculos esses que são pagos através das receitas geradas em bilheteira pelo público presente.
É indiscutível que nos últimos três anos a oferta cultural aumentou exponencialmente, sem memória ou comparação na história do nosso concelho. É essa a tarefa, a obrigação moral e a responsabilidade inerente à gestão municipal. Importa dignificar as estruturas existentes, melhorá-las e coloca-las ao serviço das associações, dos clubes e das populações. Impõe-se honrar a memória daqueles que com orgulho ergueram equipamentos públicos e marcaram novos passos no desenvolvimento da nossa terra. Com rigor e sensibilidade é, também esse, o trabalho que se tem desenvolvido. Ourém marca pela positiva…
João Heitor

Sem comentários: