terça-feira, 23 de julho de 2013

Os cilindros da resistência…


Os cilindros da resistência…

Já aqui escrevi, por diversas vezes, o meu desagrado e descontentamento com o inaceitável processo de agregação de freguesias desenvolvido pelo actual governo. Em Ourém, já a partir do próximo processo autárquico, passaremos de 18 para 13 freguesias e uniões de freguesia.

Há mais de dez anos que foi construída uma rotunda no Ribeirinho, em Ourém, tendo sido recolocada a fonte com a respectiva insígnia toponímica “Vila Nova de Ourém” e a imagem de Nossa Senhora. Atrás desse frontispício foram firmados 18 cilindros que brotam água, representando, cada um deles, as 18 freguesias que compõem o nosso concelho.

Se vamos passar a ter 13 freguesias e uniões de freguesia, simbolicamente, esta rotunda continuará a representar a história viva, a essência, a resistência, a identidade das 18 freguesias que honram o legado que os nossos antepassados construíram com dedicação.

Nestes últimos trinta anos o concelho de Ourém conquistou diversos serviços que têm sido encerrados. O concelho de Ourém não merece a forma leviana como o governo PSD/CDS tem tratado a nossa terra.

A actual coligação Ourém Sempre (PSD/CDS) tem defendido mais apoios para as freguesias. Como podem afirmar que querem transferir mais apoios para as freguesias se os seus camaradas de partido as estão a extinguir? Como podem afirmar que querem defender as pessoas se estão a retirar freguesias e serviços que, nestas terras, respondiam às necessidades dos nossos concidadãos?

O concelho de Ourém que tem sido gravemente penalizado pelo actual governo PSD/CDS, tem de conseguir reconquistar o que nos tiraram, lutar pelos nossos direitos e pela qualidade de vida que merecemos.

Não nos podemos resignar ou baixar os braços perante as dificuldades que nos afectam. Assume-se, como uma responsabilidade comum combater o desemprego, segurar e manter as nossas empresas, dignificar a vida de cada um e apostar nos líderes locais que têm demonstrado capacidade de intervenção, honestidade e simplicidade no trato.  

Nesse sentido, a equipa liderada pelo Paulo Fonseca apresenta-se como a aposta segura, pelo amor que possui pela nossa terra, pela confiança dos seus membros, afirmando, a cada dia um caminho de progresso para todos. Estes são também “os cilindros”, sólidos, que sustentam a esperança no futuro do concelho de Ourém.


João Heitor

Sem comentários: