quarta-feira, 17 de julho de 2013

Seriedade e propostas…


Ainda que há longos meses já se tenham iniciado, só agora foram marcadas as eleições autárquicas, para o dia 29 de Setembro de 2013.

Todos os actos eleitorais são precedidos da respectiva apresentação das equipas, dos projectos de continuidade, de alternativa que a democracia concretiza através da participação de todos os eleitores.

É efectivamente em torno das pessoas, dos projectos, que o debate político se deve centrar. Os cidadãos desejam continuar a ser informados, envolvidos na definição das soluções para os problemas e conquistados pelo melhor programa que sustente a gestão dos destinos municipais para os próximos quatro anos.

Impõe-se analisar os candidatos, as provas que deram na participação política, cívica, social e avaliar o carisma, a atitude, a simplicidade que se exige para uma liderança, para um Presidente.

Há quem caia na tentação de recorrer a métodos, práticas e linguagem inadequados. A criação de factos inexistentes, a deturpação da verdade, a maledicência intrínseca de alguns só delapida a sua própria imagem, afectando, simultaneamente, o bom nome das pessoas que, livre e dedicadamente se dedicam à causa pública numa época de “vacas magras”, onde há mais dificuldades e também menos verbas para as superar.

Não se prometerá o céu e a terra. Seremos realistas, conscientes das dificuldades e continuar a falar verdade, com humildade e empenho em torno dos problemas comuns. Esse tem sido o caminho que se deseja aprofundar e consolidar, olhos nos olhos.

A campanha eleitoral deve centrar-se no debate político, directo, com a promoção de debates com todos os candidatos, visando o esclarecimento dos eleitores e a apresentação pública das equipas e dos programas eleitorais que estão no terreno. Desta forma, e com contenção de custos, respeitando as pessoas que nos dias de hoje passam por grandes dificuldades económicas, acredito que o concelho de Ourém será o grande ganhador.

Defender o concelho de Ourém é a nossa postura. Defender o nosso concelho está acima de quaisquer interesses partidários e políticos. A política de Ourém é aquela que serve o concelho de Ourém e não a que se reporta a partidos nacionais, governos ou projectos pessoais.


João Heitor

Sem comentários: