domingo, 3 de dezembro de 2006

Obrigado a todos aqueles que nos últimos tempos, e das várias formas se têm preocupado com a saúde da minha mãe.

Está melhor.

Regressou a casa, neste meu aniversário.

Foi, sem dúvida, a melhor prenda que podia receber.

O regresso daquela que há 31 anos me fez ver a luz do mundo e a chama da vida.

A todos os meus amigos que me desejaram os parabéns, agradeço a amizade, sob a qual jamais conseguirei retribuir.

A amizade, verdadeira, não tem preço ou peso que se possa medir, nos dias de hoje.

Sendo por isso incomportável a retribuição na medida justa...

4 comentários:

Anónimo disse...

Um beijo de gratidão e de amizade à mãe que há 31 anos fez nascer a pessoa mais importante e especial da minha vida. Parabéns!!!
Beijinhos
Pcmt

João Heitor disse...

:)
Beijinho

Rosa dos Ventos disse...

Um duplo abraço de parabéns pelo atraso!

João Heitor disse...

Sempre a tempo Rosa dos Ventos...
Beijo