quinta-feira, 31 de maio de 2007

domingo, 27 de maio de 2007

E na volta???

Esta ainda é uma imagem, possível de ser vista em muitas localidades do Portugal europeu e em vias de desenvolvimento…

quarta-feira, 23 de maio de 2007

domingo, 20 de maio de 2007

Bem reforçado!

Que a semana que chega, passe, sob rodas, no cair da noite e no andar do dia…

sexta-feira, 18 de maio de 2007

Técnicas...

Com a chegada dos exames, frequências e outras provas, convém estar atento às novas técnicas, para copiar e para os encontrar a copiar...

Os decotes, são, por si só, um local perigoso, quando os nervos atacam e o corpo começa a suar...

Podem-se manchar algumas camisolas e top’s...

sábado, 12 de maio de 2007

Cubanos...

Eleições regionais…

Eleições para a Câmara de Lisboa…

25 de Abril com poucos cravos…

A tradição já não é o que era…

Está pior…

quinta-feira, 10 de maio de 2007

Nem assim...

Muito se tem ouvido e lido sobre o desaparecimento da criança inglesa do hotel de luxo do Algarve.

Muitos outros desaparecimentos de crianças em Portugal têm ocorrido nos últimos anos, sem que os meios de comunicação social lhes atribuissem tamanha importância.

Há quem diga que a responsabilidade do ocorrido se deva aos pais da menina.

Talvez.

Mas, ainda hoje, no átrio do metro, uma criança com cerca de 9 anos, me perguntou se lhe queria comprar um porta chaves.

Daqueles feitos com missangas, fio de nylon, e outros adornos.

Uma menina bem vestida, com a mala da escola às costas.

Perguntei-lhe porque é que estava a vender aqueles porta-chaves. Ela disse-me que era para ganhar dinheiro.

Perguntei-lhe ainda se ela não devia estar na escola e se os pais dela sabiam que ela estava ali.

Ela disse-me que não tinha ido à escola e que os pais não sabiam...

O metro chegou e fui-me embora.

Ela ali continuou à espera de outras pessoas para vender “as suas produções”.

A verdade é que pessoas mal intencionadas podiam convencer aquela criança com promessas de compras ou outras artimanhas e ela desaparecer...

De quem seria a responsabilidade?

Da escola? Dos pais?

Das forças policiais e de segurança do metro?

Ou, nã teria grande relevãncia por ser uma pequena menina portuguesa?

sábado, 5 de maio de 2007

Que venham outros amigos também!

Depois de ter reflectido e efectuado alguns contactos, decidi, hoje, regressar ao combate.

Após algumas confirmações de partilha de projectos em comum, de amizades sinceras e determinantes, reunimos de novo “A Aliança do Norte” contra os “Talibans”, a favor das liberdades e de projectos alternativos.

Para isso, abdicarei, tal como outros, de passeios, de convívio com familiares e amigos, na procura de vencer a batalha e ganhar a guerra.

Depois das cinzas há um renascer.

É preciso acreditar na luz e na união fraterna.

Honrar os nossos antepassados, relembrar os heróis dos valores, dos ideais e das utopias.

sexta-feira, 4 de maio de 2007

Norte, Sul, Este, Oeste...

Por mais teorias que possamos imaginar e escrever, há sempre que lembrar, de onde viemos, quem somos e para onde vamos.

Nestes conceitos, a situação geográfica ajuda.

Em sabermos onde estão os amigos, mesmo que acreditemos que os guardamos no coração.

Em sabermos para onde vamos, para que não nos percamos nas encruzilhadas da vida.

Em sabermos o chão que pisamos, para que as areias movediças não nos afundem os sonhos e os projectos de vida...