sábado, 30 de junho de 2007

Castelos de Ourém

Desde pequeno que fui ouvindo que o cair do dia, com estas cores e tonalidades representavam uma esperança de bom tempo no dia seguinte.

Nem sempre fui constatar, nesse dia seguinte, se a profecia se concretizava.

Acho que me perdia, somente, a contemplar a natureza e os contornes que a mesma me oferecia.

Não sei se amanhã será um bom dia, mas hoje, perdi-me, mais uma vez, rendido aos encantos do céu…

sábado, 23 de junho de 2007

É melhor seguir em frente!

Por mais que os caminhos nos pareçam estranhos, perigosos, difíceis, sinuosos ou até instáveis, há que ter coragem para avançar, determinados pela força das nossas convicções…

quarta-feira, 20 de junho de 2007

Entre ambas...?

Por aqui e pelo mundo fora perdemos horas e horas dentro dos carros.

Longe da família e dos amigos.

No caminho para o trabalho que nos faz obter os €uros que no mundo comandam a vida.

Entre a questão económica e a humana, perde a humana.

Entre ambas, qual é a qualidade de vida?

sexta-feira, 15 de junho de 2007

Evoluir...

Como a nossa concepção pode mudar, consoante a posição em que nos encontremos.

Habituámo-nos a ver a Estátua da Liberdade, nos EUA, de frente.

Assim, vista de cima, fica reduzida a sua dimensão. A sua largura. A sua imponência e significado...

Talvez na vida também mudamos consoante as perspectivas, os locais, a experiência de vida.

Mudando, sem mudar os valores que nos norteiam.

Acredito que mudar também é evoluir.

segunda-feira, 11 de junho de 2007

Hipóteses várias...

Por entre o calor do Verão e as tardes de descompressão, vale um banho de piscina, de mar, ou de qualquer outra coisa...

Ou não...

Se calhar é melhor só um duche rápido.

Para não se dar muita confiança...

domingo, 10 de junho de 2007

segunda-feira, 4 de junho de 2007

Boa semana!

Há cheiros que não devem ser conhecidos!

Não vá a curiosidade ou a tentação ser mais forte que a vocação…

É que vivemos numa sociedade com crise nos valores…

domingo, 3 de junho de 2007

Grupo de amigos, prontos a ajudar!

As chamadas conclusões precipitadas, levam-nos, muitas vezes, a errar.

Perante uma imagem ou um facto a que assistimos casuisticamente, fazemos juízos de valor.

Ninguém é perfeito e todos erramos, excepto o Presidente da República Cavaco Silva, que raramente se engana e nunca tem dúvidas, mas o comum dos mortais, erra.

Entre os erros da vida, que façamos amigos.

Entre os erros da vida aprendamos a viver e partilhar.

Entre os erros da vida aperfeiçoemos a nossa forma de estar e ser.

Que consigamos transformar os erros da vida em lições de crescimento e amadurecimento humano.

Só assim, deixaremos de tirar conclusões precipitadas sobre os outros.

Só assim conseguiremos viver a nossa vida com paz e amor.