segunda-feira, 28 de abril de 2008

A foto é para aliviar o stress...

Falam, falam, falam, mas o Benfica continua em três frentes…

Frente ao Colombo…

Frente à Repsol…

Frente ao Media Market…

quinta-feira, 24 de abril de 2008

Eleições no PSD

«Estou aqui, mais uma vez, disponível para o combate». A frase é de Santana Lopes, no final do seu discurso ao Conselho Nacional. À saída, garantiu que a candidatura «tem de valer a pena; para que tudo não fique na mesma».

E assim, o derrotado político das últimas legislativas, como que se “alevanta” e salta para a corrida. 6 candidatos é obra!

Como diria o outro: “À meia dúzia é mais barato!”

sábado, 19 de abril de 2008

Próximo candidato ao PSD!

Se este homem apanhar uma câmara à frente, já sabemos que teremos mais um candidato a candidato, para a liderança do PSD.

E aí, os já candidatos, pseudo-candidatos e desejáveis candidatos: Patinha Antão, Pedro Passos Coelho, Aguiar Branco, Marcelo Rebelo de Sousa, Rui Rio, Manuela Ferreira Leite… tenham cuidado!

Caso Luís Filipe Menezes não se recandidate, não nos esqueçamos do sempre surpreendente Santana Lopes.

O “emplastro” deve ser mais conhecido do que a maioria destes candidatos.

Em termos de audiência televisiva ,e para provocar sorrisos e gargalhadas, só mesmo Santana Lopes poderá concorrer com ele (o “emplastro”).

Manuela Ferreira Leite afrontou os estudantes e vendeu património do estado ao desbarato… Má memória…

Patinha Antão… quem é?

Pedro Passos Coelho é mais um, dos muitos ex-líderes das juventudes partidárias, que na sua juventude lhe projectaram uma carreira política brilhante, mas que depois de “perder o peso” dos votos, foi “abafado” pelas cúpulas de poder partidária.

Aguiar Branco… quem é?

Rui Rio terá algum crédito, não pela sua teimosia mesmo quando sabe que não tem razão, mas porque provou que o Porto não é o Futebol Clube do Porto…

Menezes, depois desta tentativa de vitimização, arriscou demais, e à presente data, as “tropas” que ele tem e que Jardim gostava de ter, estão a desmobilizar… Arriscou demais…

Santana Lopes colar-se-á à candidatura mais promissora, mais astrológica, mais mediática, mesmo nem sendo, a candidatura vencedora. Todavia, será uma com estas características...

Resta, ao PSD, e ao país (porque qualquer estado democrático precisa de bons governos e fortes oposições) Marcelo Rebelo de Sousa. Respeitado. Douto. Astuto. Tem a tempo de antena semanal a seu gosto, e foi aquele que infligiu as derrotas de Guterres, enquanto Presidente do PSD.

Com Cavaco a sorrir e sem saber o que dizer ao ver o PSD a despedaçar-se em candidatos, e com Sócrates a credibilizar o PS face à instabilidade dos Social Democratas, o “emplastro”, se é para continuar a rir em cada noticiário da rádio e da televisão, é, sem dúvida, uma boa hipótese…

Entre os dias e as horas...

As semanas vão passando, pelas horas e pelos dias, que de manhã ou de noite, sobre forma de máquinas e gestos mecânicos repetimos práticas, sobre o instinto de sobrevivência, a par das práticas sociais impostas.

Chegamos ao fim de semana cansados e de agenda cheia de tarefas domésticas. Ouvimos a chuva que bate forte, empurrada pelo vento que agita as árvores da rua.

Entre tudo isto há um outro mundo lá fora, onde, decerto, alguém, em comum, tem estas e outras rotinas.

Ainda que cada pessoa seja uma só, que cada família seja uma só, que ligações se estabelecem entre o viver, o sobreviver, o fazer e o querer?


segunda-feira, 14 de abril de 2008

Se "Céu", ou um outro mundo existir...

Pai. Se fosses vivo, hoje fazias 65 anos.

Onde quer que estejas (porque a existência e o pensamento humano se refugiam na crença de que há "um outro lugar"), relembro-te com saudade, carinho e amor.

domingo, 13 de abril de 2008

Definição da "Avó", por uma criança.

«Uma Avó é uma mulher que não tem filhos, por isso gosta dos filhos dos outros.
As Avós não têm nada para fazer, é só estarem ali.
Quando nos levam a passear, andam devagar e não pisam as flores bonitas nem as lagartas.
Nunca dizem "Despacha-te!"
Normalmente são gordas, mas mesmo assim conseguem apertar-nos os sapatos.
Sabem sempre que a gente quer mais uma fatia de bolo ou uma fatia maior.
As Avós usam óculos e às vezes até conseguem tirar os dentes.
Quando nos contam histórias, nunca saltam bocados e nunca se importam de contar a mesma história várias vezes.
As Avós são as únicas pessoas grandes que têm sempre tempo.
Não são tão fracas como dizem, apesar de morreram mais vezes do que nós.
Toda a gente deve fazer o possível por ter uma Avó, principalmente se não tiver televisão.»

sábado, 12 de abril de 2008

...

"A bondade é silenciosa como a semente, mas contém a força da transformação."

Sonia Rinaldi