sábado, 2 de abril de 2011

Só se reduz quando não há?

Como é estranho o ser humano.

Quando pode, usa e gasta sem pensar no amanhã.


Quando o amanhã está comprometido, procura reduzir e salvar o que, provavelmente, será irrecuperável...

3 comentários:

Sopro Vida Sem Margens disse...

...eis um pensamento em consciência...

todos somos estranhos humanos diria quase irrecuperáveis..

Um beijinho
da
Assiria

maria mar disse...

Bem amigo, este criterio é generalizado a tudo! E como de onde nao ha nao se pode tirar, esperaremos para ver!...
:((
Bjinho

João Heitor disse...

Obrigado
:)