sábado, 24 de fevereiro de 2007

Socialistas????


Desde que terminei o curso, leccionei sempre.

No 1º ano, fui colocado no início do ano lectivo em Leiria e trabalhei até Agosto.

No 2º ano, fui colocado no início do ano lectivo em Setúbal e trabalhei até Agosto.

No 3º ano, fui colocado no início do ano lectivo em Santarém e trabalhei até Agosto.

Este ano lectivo não fui colocado.

Estive no último mês em Campo Maior, por ter concorrido para um horário de oferta de escola, e a partir do mês que vem, vou deixar o ensino público.

Vou trabalhar para Lisboa.

Cansei-me de lutar por uma profissão que abracei com o coração, tendo somente como recompensa as aprendizagens dos alunos a quem dei aulas, os seus sorrisos e as reacções espontâneas de relação aluno/professor.

Com esta Ministra da Educação e respectivos Secretários de Estado, por muito gosto e amor que se tenha pela profissão, encontramos salas de professores onde o desalento e o descrédito reinam, sobrepondo-se a outros sentimentos que outrora existiram.

Por muitas reformas que se pretendam fazer, a classe docente não pode ser o exemplo do corte constante, das mudanças permanentes, das leis e decretos inconstitucionais, dos silêncios e políticas do “quero, posso e mando”.

Este Ministério da Educação não tem nada de Socialista.

Tem de autoritário, prepotente e irracional, uma Ministra e dois Secretários de Estado.

Estão a hipotecar o futuro da educação em Portugal.

Estão a delapidar a estrutura da educação portuguesa.

Não se encontram ou vislumbram melhorias, muito pelo contrário...

Escrevo estas linhas, com lamento e sentimento, por aqueles que se encontram a leccionar, por aqueles que se encontram a saltar e a percorrer o país de escola em escola, mês após mês, e por aqueles que estão desempregados.

Em França e em Espanha os Ministros e serviços de Educação louvam e apoiam os professores. Em Portugal, atacam-nos.

Por tudo isto, regressar ao ensino público, a médio prazo, não está nos meus horizontes.

6 comentários:

Anónimo disse...

a questão é que no nosso paìs há mais professores do que alunos.

Inês Lima disse...

Boa Sorte com esta nova etapa da vida! :)

João Heitor disse...

A questão é que por haverem maus professores, há gente estúpida, ignorante e sem coragem...

João Heitor disse...

Obrigado amiga!
Beijinho

Anónimo disse...

dá uma espreitadela "www.des-encantos.blogspot.com "

Rosa dos Ventos disse...

Que sejas feliz e muito bem sucedido no novo trabalho que vais abraçar!
Bjs