domingo, 28 de novembro de 2010

Porque é o caminho...

Porque é o caminho que conta e faz a história, não é a origem da nossa existência que impede ou determina os passos a dar.

Esses, consolidam-se com os amigos que ao nosso lado, ou junto a nós, reclamam a força para puxar pelo que de bom existe, para solidificar o futuro partilhado.

Nesse caminho, de tempo e certezas que surgem naturalmente em consonância, acrescem as responsabilidades de garantir na mesa dos valores, as éticas que dispensam normativos, face às exigências que se impõem, também, espontaneamente...

3 comentários:

mlu disse...

E quem tiver ouvidos para ouvir, que oiça! E quem tiver capacidade para perceber, perceba! Está tudo aí!

Grande abraço.

des-encantos disse...

gostei sim sr....

João Heitor disse...

Mlu,

Está tudo aqui, nos livros, na memória de há pouco tempo, no que devia ser e não se alcança...
Mas nem assim, com queijos, manteigas, presuntos e amendoins se dão as boas práticas como realidades tingíveis...

Beijinhos