segunda-feira, 23 de agosto de 2004

Ao amor...

Quando por mim passaste
Pela primeira vez,
Como eu sorrisse, tu coraste.

O sol estava abrasador.
E eu disse então: "Talvez, talvez
Fosse o calor."

Quando por mim passaste
Pela segunda vez,
Como que pálida ficaste.

Nascia a lua, devagar.
E eu disse então: " Talvez, talvez
Fosse o luar."

Alphonsus de Guimaraens

2 comentários:

Anónimo disse...

Sempre com a capacidade de nos surpreender...
Beijinhos
Sofia

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.