segunda-feira, 9 de abril de 2007

Velhos provérbios, novas verdades...

Quem ri por último... ...é de compreensão lenta.
Os últimos são sempre... ...desclassificados.
Quem o feio ama... ...tem que ir ao oculista.
Deitar cedo e cedo erguer... ...dá muito sono!
Filho de peixe ... ...é tão feio como o pai.
Quem não arrisca... ...não se lixa.
O pior cego... ...é o que não quer cão nem bengala.
Quem dá aos pobres... ...fica mais teso.
Há males que vêm... ...e ficam.
Gato escaldado... ...geralmente está morto.
Mais vale tarde... ...que muito mais tarde.
Cada macaco... ....com a sua macaca.
Águas passadas... ...já passaram.
Depois da tempestade... ...vem a gripe.
Vale mais um pássaro na mão ... que uma cagadela na cabeça.

3 comentários:

esfinge disse...

Vou começar a cobrar... :)

loira disse...

Ai o meu amigo está com uma falta de imaginação, que é obra...

Eu já conhecia esta de outro lado...

Para mim veio por mail, e para ti?

Bjocas

João Heitor disse...

As boas fontes têm de ser utilizadas, amigas...